Projeto PSAL

Projeto Trilateral


O Projeto Trilateral de Cooperação Técnica Brasil/EUA/Moçambique (PSAL),tem foco no fortalecimento das capacidades estratégicas de produção e distribuição de hortícolas em Moçambique, em apoio aos programas de segurança alimentar e nutricional desenvolvidos no âmbito da GHFSI – Iniciativa global de combate à fome e Segurança Alimentar. Os principais objetivos desse projeto é a redução da pobreza e da fome em Moçambique, através da melhoria da produtividade agrícola, segurança alimentar e alimentação humana. Isso será feito juntando esforços dos parceiros moçambicanos, americanos e brasileiros, com financiamento da USAID Brasil e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC). Esse financiamento é dividido em dois componentes principais 1) Horticultura e 2) Alimentação escolar. A implementação técnica do Projeto é coordenada pelo Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM), pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), pela Universidade da Flórida (UF) e Universidade de Michigan (MSU).

Componente Horticultura

Tem a finalidade de melhorar a capacidade pessoal e institucional do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM) para fazer pesquisa relacionada com hortícolas, incluindo determinar as melhores opções na cadeia produtiva, desde entradas, produção, processamento, vendas e consumo final. Uma abordagem da cadeia de valor é usada com equipes de especialistas que se concentram em três áreas principais: 1) sócio-economia, 2) sistemas de produção, e 3) pós-colheita e agroprocessamento. O programa também enfatiza a compreensão dos constrangimentos e oportunidades, baseadas em gênero para aumentar a participação e a liderança das mulheres nas cadeias de valor. As principais atividades de cada área são:

1. Sócio-economina

Atividades estão focadas em um estudo de base, estudo da cadeia de valor, estudo dos custos de produção, estudo de hábitos de consumo de alimentos, além de uma análise do impacto do projeto.

2. Sistemas de produção

Atividades relacionadas com o teste de variedades novas e melhoradas (geralmente com semente importada), experimentos com novas tecnologias de manejo da cultura e de irrigação, e transferência de tecnologia para os agricultores de hortícolas principalmente nas zonas verde de Maputo e as comunidades periféricas de Boane, Moamba e Namaacha, além da criação do sistema AgroClimate Moçambique.

3. Pós-colheita e processamento

As atividades estão relacionadas com a melhoria da qualidade do produto através de um melhor manuseio pós-colheita, além de estudos e treinamentos para melhorar a capacidade de pós-colheita e agroprocessamento, através do estabelecimento de um laboratório e centro de treinamento na Estação Experimental IIAM em Umbeluzi.

Componente Alimentação Escolar

Tem como principal foco melhorar a capacidade humana e institucional do Ministério da Educação (MINED) para a implementação de programas de alimentação escolar sustentáveis que conectam produção agrícola local e agro-processamento. A alimentação escolar é uma plataforma importante para a entrega de alimentos nutritivos e com potencial de melhorar a saúde e capacidade cognitiva das crianças em idade escolar.

 

 

Navegação